Você sabe o que faz um fiador de imóveis? Descubra agora!

Quem já buscou ou está à procura de uma casa para alugar já deve ter ouvido falar do fiador de aluguel. É a pessoa que assina um contrato de locação como garantidor, deixando o proprietário mais seguro contra inadimplência e outros problemas que podem surgir no decorrer do contrato.

Esse papel de responsabilidade pode parecer muito complexo e exigir obrigações também por parte do inquilino. Mesmo assim, com informação e conhecimento a respeito do assunto, é possível fazer com que tudo corra bem.

Você sabe o que faz um fiador e quais são suas responsabilidades? Confira agora no post que preparamos.

Quando é necessário um fiador de aluguel?

A figura do fiador de imóveis é exigida em contratos de locação. Em vez de o locador precisar realizar depósitos caução ou contratar um seguro-fiança, o fiador assina um documento se responsabilizando em casos de não pagamento do aluguel, da taxa de condomínio, quando houver, do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) e demais despesas.

Mesmo que ele seja um garantidor, um fiador não deve ser visto como um passe livre para inadimplência. É importante lembrar que as sanções podem ser extremamente graves e podem levar, inclusive, à penhora do imóvel.

Quem precisa de um fiador deve estar ciente de que ele é necessário para formalidades. Dessa forma, você e seu garantidor mantêm a relação de confiança inabalada.

Quais são as minhas responsabilidades?

Antes de conseguir um fiador, é importante entender que você é responsável por essa relação e por fazer tudo caminhar conforme a lei.

É importante que você, locador (inquilino), entenda que qualquer alteração dos valores do contrato deve acontecer com anuência de todas as partes, incluindo o fiador.

Não é possível reajustar valores do aluguel sem que o fiador fique ciente, já que, em casos de não pagamento, ele será responsável por essa negociação. Caso esse direito fundamental não seja cumprido, o garantidor poderá ser desonerado.

Essa desoneração, inclusive, pode acontecer quando as duas partes concordem, mas não só assim. Hoje em dia, o fiador pode notificar o locador a respeito da vontade de abrir mão dessa obrigação, em casos de contratos por tempo indeterminado.

Após 120 dias dessa notificação, o vínculo é rompido e o locador deverá apresentar outro garantidor em 30 dias. 

Quem pode ser fiador?

Pode ser fiador de imóveis qualquer pessoa física ou jurídica que tenha imóvel quitado. É necessário, também, que o garantidor tenha renda acima de três vezes o valor do aluguel somado a taxas de condomínio e IPTU.

Caso o fiador seja casado, é necessária anuência e assinatura do cônjuge.

Como conseguir um fiador?

Convenhamos: esse não é um pedido dos mais fáceis de se fazer. Lembre-se de que a concordância do fiador pode colocar em risco seu patrimônio e suas economias. Ainda assim, se você conquistar a confiança e mostrar comprometimento, é possível. Veja nossas dicas.

Procure alguém próximo

Agora que você já sabe quem pode ser fiador de imóveis, veja quem do seu convívio está apto para esse papel. Procure escolher alguém íntimo e que conheça sua índole e sua forma de lidar com dívidas e pagamentos.

A intimidade permite que você seja sincero e abra os motivos pelos quais precisa da ajuda de outras pessoas, o que torna mais fácil a concordância.

Seja sincero

Quando for fazer o pedido, procure ser sincero e expor sua situação financeira. Você pode falar sobre seus rendimentos e mostrar ao possível fiador que você tem condições de arcar com os aluguéis.

Fale sobre as dificuldades com outras garantias de aluguel e mostre à outra parte que ela foi a solução encontrada por você.

Não desanime

Caso você receba uma recusa, não desanime. Procure entender o lado da pessoa e que, muitas vezes, a resposta não depende só dela. Encontre entre seus amigos e familiares outro possível fiador e refaça todo o processo, conversando e mostrando que você arcará com seus pagamentos.

Entender o papel do fiador de aluguel é fundamental para conseguir um. Levando em consideração as dicas deste post, fica mais fácil ter em mente os pontos importantes a serem considerados nessa busca e, assim, encontrar alguém de confiança que aceite esse papel.

Agora, que tal ver nosso post sobre deveres e direitos do inquilino? Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *