Planta de imóvel: saiba como escolher a ideal para a sua casa!

Quando começamos a procurar por uma casa ou apartamento novo, a planta de imóvel é um registro que se torna comum no dia a dia. Comparação de metragens, disposição de cômodos, layout da mobília: tudo isso faz parte de um planejamento importante antes da decisão de compra.

No entanto, quem não é familiarizado com o mercado imobiliário pode não conhecer os detalhes da planta. É por isso que fizemos esse post com algumas dicas sobre os principais modelos de projeto arquitetônico.

No final, ainda trouxemos algumas dicas de como usar essa base na hora de considerar qual é o imóvel ideal. Acompanhe!

Afinal, como são as plantas de imóveis?

Um dos primeiros passos na hora de começar a buscar uma casa ou apartamento é entender a planta de imóvel, principalmente se tiver interesse nos empreendimentos em fase de construção. Veja os principais modelos.

Planta baixa

A chamada planta baixa é o padrão mais comum do projeto arquitetônico: um recorte horizontal de como será a estrutura, conhecido como plano de piso. É ela que compõe a documentação que será utilizada para solicitação do alvará da prefeitura para construção.

É bem simples: imagine que você consiga retirar a cobertura do imóvel e visualizar a estrutura de cima, em uma vista aérea. Você vai conhecer:

  • a disposição dos cômodos;
  • as dimensões das paredes (em comprimento e espessura);
  • os vãos para portas e janelas;
  • a quantidade e o tamanho dos banheiros;
  • a função de cada espaço;
  • a localização indicada para os móveis etc.

Planta de situação

A planta de situação nem sempre é solicitada pelos interessados na compra de um imóvel. Isso ocorre porque pouca gente sabe da importância das informações que ela traz para o projeto. Em termos básicos, ela representa a vista geográfica do imóvel, contendo:

  • as características do terreno e do quarteirão;
  • a orientação da fachada (para norte, sul, leste ou oeste);
  • as dimensões angulares do lote;
  • a distância do imóvel para o centro urbano mais próximo.

Saber sobre esse tipo de informação é fundamental antes da decisão de compra. Aliás, esses aspectos acabam sendo justamente algumas das particularidades pela valorização ou desvalorização do empreendimento futuramente. Por isso, sempre solicite essa planta de imóvel!

Planta de layout

A planta de layout é muito semelhante com a planta baixa, porém mais minuciosa. Em vez de trazer apenas o esquema da estrutura, ela também mostra como seria o imóvel acabado e mobiliado, inclusive com os eletrodomésticos, objetos de decoração, plantas e outros detalhes.

Alguma vez você entrou em algum site de construtora que continha o projeto de empreendimento? Então, você já deve ter visto uma planta de layout, já que normalmente a empresa dá mais de uma opção em cada imóvel. A presença dos móveis e outros objetos ajuda a visualizar melhor como será o local pronto para moradia.

Como escolher a planta de imóvel ideal?

Agora que você já sabe quais são os principais tipos de planta de imóvel, é hora de se perguntar: mas como utilizar esses documentos para ajudar a tomar uma decisão? Veja algumas dicas.

Pense nas necessidades da família

Se você tem filhos, por exemplo, precisa analisar a quantidade de quartos e o tamanho do imóvel para que todos tenham conforto. Recém-casados, por outro lado, podem buscar ambientes menores e mais aconchegantes. Vagas de garagem, varanda, metragem: tudo isso entra na lista de considerações.

Nesse sentido, as plantas de layout são de grande ajuda, pois servem justamente para visualizar a função dos cômodos e como ficaria, mais ou menos, a distribuição da mobília em cada um.

Mapeie o estilo de vida dos moradores

Imagine a situação: uma família tem dois filhos adolescentes que acordam às 07h00 para ir à escola — o mesmo horário em que os pais estão se aprontando para ir ao trabalho. Isso quer dizer que, no início da manhã, o banheiro é bem concorrido. Melhor, então, buscar opções de casas ou apartamentos com mais de um banheiro.

Se você costuma receber muitas visitas, priorizar salas de estar maiores para acomodar mais sofás também é uma boa ideia. Se, eventualmente, essas pessoas têm o costume de dormir na sua casa, a dica é procurar plantas com um ou mais quartos de hóspedes. O estilo de vida sempre deve ser observado com atenção.

Busque o melhor aproveitamento do espaço

No entanto, nem sempre um imóvel grande é melhor do que um pequeno: ambientes menores, mas bem planejados e projetados têm um potencial enorme de se tornarem muito aconchegantes e práticos. Então, também aproveite a planta de imóvel para analisar se os cômodos e as dimensões são estratégicos.

Assim, você evita comprar uma casa ou apartamento que parece ser super espaçoso, mas que na realidade é cheio de espaços inutilizáveis ou pouco funcionais. Por exemplo, pequenos corredores sem objetivo ou cantos muito pequenos para colocar um móvel são aspectos que desvalorizam a planta.

Por que comprar imóvel na planta é um bom negócio?

Entender todas essas características das plantas e pensar bem se o imóvel é o ideal para a sua família são passos importantes, principalmente no caso de empreendimento em construção. Assim, você consegue aproveitar melhor algumas das vantagens nesse tipo de compra, como:

  • a oportunidade de realizar adaptações no projeto antes de pegar as chaves;
  • a qualidade de vida e o bem-estar da sua família;
  • a funcionalidade da planta em relação ao estilo de vida dos moradores;
  • a perspectiva de valorização futura para revenda ou locação do imóvel;
  • o tempo para pensar melhor sobre a adequação da planta às necessidades da família, tendo em vista o prazo de construção.

Para tudo isso, contar com uma imobiliária de confiança é uma ótima saída! Além de dar dicas sobre os empreendimentos que mais combinam com o seu perfil e mostrar as novidades do mercado na região de interesse, profissionais especializados podem ajudar a fazer negócios com o melhor custo-benefício.

Viu como a planta de imóvel é um documento muito útil no processo de decisão pelo empreendimento ideal? Com os detalhes do projeto no papel, você consegue ter noções sobre a casa ou o apartamento pelo qual tem interesse e, assim, pesar as vantagens e desvantagens de cada opção.

E então? Que tal transformar o sonho do imóvel próprio em realidade? Entre em contato conosco, conheça nossos empreendimentos e tire suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *