Fundo de garantia: é possível usá-lo para comprar um imóvel?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço foi feito para proteger todos os empregados demitidos sem justa causa, por intermédio de abertura de uma conta ligada ao contrato de trabalho feito pelas empresas. O empregador tem o dever de depositar na conta de alguma instituição financeira, mensalmente, 8% do salário bruto pago ao seu funcionário.

Assim, o fundo de garantia é a soma de todos os depósitos mensais e esse total pertence ao empregado, que tem o direito de usá-lo em algumas situações, como na aquisição de uma casa, quitação de uma dívida, entre outras.

Pensando nisso, preparamos este post para que você saiba como usar o seu benefício de fundo de garantia para a aquisição de seu imóvel. Então, continue lendo e confira!

Quais são as regras do FGTS?

Todos os trabalhadores que forem demitidos sem justa causa, tiverem diagnóstico de câncer, ou que querem adquirir sua casa própria têm o direito de realizar o saque do FGTS. Para retirar esse dinheiro o interessado deve ir até o banco que sua conta estiver vinculada e consultar seu fundo de garantia. Após consultá-lo, reúna todos os documentos necessários para solicitar o saque e, certamente, poderá ser feito em qualquer mês do ano.

Essa etapa levará algum tempo para a solicitação ser aprovada, uma vez que o cliente será comunicado. Além disso, o trabalhador pode sacar seu FGTS para utilizar no pagamento, do todo ou parcela, do móvel desejado. Há 4 formas para retirar o dinheiro:

  • crédito em conta Caixa: a autorização para recebimento do crédito dos clientes poderá ser feita pelo site da Caixa;
  • autoatendimento: valores até R$ 1.500,00 apenas com a senha do Cartão Cidadão e valores até R$ 3.000,00 com Cartão Cidadão e senha;
  • correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas: valores até R$3.000,00 com documento de identificação do trabalhador, Cartão do Cidadão e senha;
  • e também nas Agências da Caixa.

As pessoas que buscarão o seu direito FGTS e não encontrá-lo, deve procurar os seus empregadores e resolver essa pendência, geralmente, são resolvidas assim. Porém, caso não resolva, o trabalhador deve procurar a Superintendência Regional do Ministério do Trabalho.

Como usar o FGTS para comprar um imóvel?

Citarei aqui algumas opções para que você possa usá-lo:

  • compra;
  • amortização ou liquidação do saldo devedor;
  • pagamento de parte do valor das prestações.

Os documentos pessoais exigidos são, geralmente, Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), informações para contato (telefones e email), Comprovante de Residência e Carteira de Trabalho.

Como fazer financiamentos imobiliários?

Muitas pessoas sonham em adquirir sua casa ou apartamento próprio, porém, os valores das propriedades são muito altos para a maioria das pessoas. Existem bancos privados e públicos que financiam uma parte ou todo o valor do imóvel, ou seja, divide a quantia em meses e em anos. Esse financiamento imobiliário existe de várias formas, uma vez que se encaixa em vários tipos de perfil e de acordo com a condição de cada cliente.

Atualmente, no Brasil, há três tipos mais comuns de financiamento:

  • Sistema Price: bastante usado no mundo afora. No Brasil, esse modelo teve que ser reajustado, pois existe uma alta inflação e taxas de juros. A tabela Price tem prestações fixas, juros decrescentes e amortizações crescentes;
  • SAC: o valor das parcelas diminui gradativamente ao longo do tempo. Além disso, de acordo com amortização da dívida o juro total também diminui;

Nessa análise, muitos trabalhadores podem realizar seus sonhos com esse crédito que faz parte de seus direitos.

E aí, gostou do nosso post sobre tudo que você precisa saber sobre Fundo de Garantia? Deixe um comentário com suas dúvidas ou contando sua experiência com o FGTS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *