Documentos para aluguel: entenda quais são necessários na locação

Uma das opções preferidas de quem quer realizar o sonho de morar sozinho ou com a família que acabou de constituir é alugar um apartamento ou uma casa. Essa, muitas vezes, é uma forma mais acessível e imediata do que adquirir o próprio imóvel.

Porém, há uma série de documentos para aluguel que são necessários!

Isso porque o contrato é feito com muita cautela: você tem que reunir e apresentar uma documentação completa para certificar que está tudo de acordo e, dessa forma, realizar a negociação e a formalização da locação.

Então, se você está procurando um imóvel para alugar e não sabe muito bem qual é a papelada necessária, está no lugar certo! Continue aqui e veja tudo o que você precisa preparar, bem como a importância da documentação para evitar problemas no futuro. Vamos lá?

Como evitar problemas na locação de imóveis?

Conte com uma imobiliária

Um dos principais fatores a ser considerado antes de uma locação de imóveis é o auxílio de uma imobiliária de confiança. Dessa forma, você já elimina alguns problemas e preocupações que possam aparecer durante o processo.

Se você não souber de nenhuma imobiliária de confiança, peça indicação dos amigos, pesquise sobre a procedência dos serviços prestados e sempre escolha empresas bem avaliadas e conceituadas no mercado.

Faça um planejamento financeiro

É essencial que você faça um planejamento financeiro antes de alugar um imóvel. Afinal de contas, será mais uma despesa que vai entrar na sua vida. Então, é necessário estar ciente de que sua renda mensal cobrirá o valor do aluguel sem que haja apertos financeiros.

Coloque na ponta do lápis todos os seus gastos e veja quanto você pode gastar na locação, até mesmo para se ter noção de qual tipo de imóvel se enquadra nas suas possibilidades. Dessa forma, você evita problemas futuros como dívidas e cobranças.

Reúna os documentos para aluguel

Por fim, temos os documentos, que permitirão que toda a negociação seja realizada. Em uma locação de imóvel, o acordo entre as partes é firmado por meio de um contrato, que garante a preservação dos direitos dos envolvidos. Assim, é possível acionar o locador ou o locatário caso haja descumprimento de alguma cláusula.

Por esse motivo, é de suma importância que o corretor envolvido no processo solicite corretamente todos os documentos para aluguel necessários, a fim de evitar problemas com o contrato e para que tudo saia como planejado.

Então, veja quais os documentos exigidos para as partes envolvidas em um processo de locação, tanto o locador quanto o locatário — sejam eles pessoas físicas, sejam jurídicas (bem como o fiador de imóveis, caso exista um).

Quais são os documentos exigidos para a locação?

Pessoa Física

Caso o locatário do imóvel seja uma pessoa física, é necessário que ele tenha em mãos os seguintes documentos:

  • cópias autenticadas da Carteira de Identidade e do CPF (da pessoa e do cônjuge, caso for casado);
  • certidão de nascimento, casamento ou divórcio, dependendo das situações;
  • comprovante de residência (como contas de luz, água ou telefone);
  • declaração do Imposto de Renda completa e atualizada;
  • recibos referentes aos últimos três meses de aluguel, se a pessoa já é locatária em outro imóvel;
  • comprovante de renda, cujo valor deve ser três vezes superior ao do aluguel que estão negociando.

Pessoa Jurídica

Já se o locatário é uma pessoa jurídica, os documentos necessários para o contrato de aluguel são:

  • CNPJ e Inscrição Estadual;
  • última declaração de Imposto de Renda completa, atualizada e com recibo de entrega;
  • Contrato Social e a última Alteração Contratual;
  • cópias das seis últimas Darf, Cofins e DAS, juntamente com os comprovantes de pagamento;
  • último balanço e dois últimos balancetes;
  • cópia autenticada da carteira de identidade e do CPF dos sócios, bem como de seus cônjuges;
  • comprovante da propriedade de outros bens, veículos etc.

Para comprovar a renda, a documentação vai variar conforme a forma de trabalho do locatário, principalmente se ele não for um assalariado comum. Caso seja um aposentado ou pensionista, basta apresentar um comprovante de recebimento dos benefícios.

Autônomos e profissionais liberais devem providenciar a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (Decore). Esse documento deve estar devidamente assinado por um contador registrado no Conselho Regional de Contabilidade (CRC), bem como os contratos de prestação de serviço que estiverem em vigência.

Por fim, os de economia informal que não tenha nenhum desses documentos devem apresentar uma declaração para comprovar o vínculo com o sindicato da classe trabalhadora que ele pertence.

Fiador

Nas situações em que o contrato envolve um fiador— uma alternativa ao seguro fiança e ao depósito caução —, também é necessário realizar uma juntada de documentos. São, basicamente, os mesmos que para o locatário.

Para fiador pessoa física:

  • cópia do RG e do CPF;
  • comprovante de residência;
  • última declaração do Imposto de Renda;
  • comprovante de renda superior em três vezes ao valor do aluguel;
  • comprovante do estado civil;
  • ficha cadastral preenchida e assinada pelo fiador (ou fiadores).

Se o fiador tiver um cônjuge, o mesmo também deverá apresentar seus documentos de RG e CPF, além de assinar o contrato de locação.

Para fiador pessoa jurídica:

  • CNPJ e Inscrição Estadual;
  • Contrato Social e última Alteração Contratual;
  • comprovante de endereço;
  • documento dos sócios;
  • último balanços e últimos balancetes;
  • última declaração do Imposto de Renda;
  • comprovante de propriedade de outros bens;
  • ficha cadastral preenchida e assinada;

Por fim, é de suma importância que em todo tipo de transação imobiliária, inclusive nas de locação, você tenha o acompanhamento de um profissional capacitado e que ajudará em todos os trâmites e burocracia relacionados a essas situações.

Então, contrate o serviço de uma boa imobiliária e também uma assessoria jurídica. Esses profissionais ajudarão no recolhimento de todos os documentos para aluguel essenciais. Além disso, vão verificar se toda a negociação está sendo realizada dentro do que manda a lei e, principalmente, garantir que você não caia em ciladas ou tenha problemas futuros.

Gostou de aprender um pouco mais sobre os procedimentos envolvidos na locação imobiliária? Então, continue por aqui e veja os documentos necessários para a compra de imóveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *