Motivos para viver em uma cidade litorânea

Sol, mar e qualidade de vida são alguns dos argumentos mais utilizados por quem saiu de grandes centros e foi morar na praia. Conheça mais alguns!

Morar em uma capital tem seus benefícios: grandes oportunidades de emprego, variedade e qualidade de serviços essenciais disponível 24 horas, 7 dias por semana.

Por outro lado, a rotina estressante, o barulho, a poluição e a insegurança são alguns dos motivos que fazem com que cada vez mais as pessoas busquem o sossego e uma qualidade de vida elevada em lugares mais tranquilos como cidades litorâneas. 

Uma forma de se conquistar esse sonho – seja como um refúgio para descansar ou até mesmo para se mudar de forma definitiva é por meio do credito com garantia de imovel. Confira abaixo alguns ótimos motivos para considerar essa opção.

Faz bem para a saúde de diversas formas

Não é exagero dizer que uma cidade litorânea oferece um pacote completo de benefícios à saúde e ao bem estar, a começar pela água marinha. Ela possui propriedades de cura aos banhistas pois é anti-inflamatória e bactericida, diminui as oscilações de humor e promove a regeneração do organismo de forma geral.

Além disso, morar na praia (ou visitá-la com frequência) desperta a vontade de praticar exercícios físicos na areia. O hábito, essencial para a longevidade, quando praticado na praia aumenta a exposição à Vitamina D – presente na luz do sol – e ainda te dá aquele bronze.

Menos barulho e menos trânsito

A poluição pode se apresentar de diversas formas em uma cidade grande – de forma sonora, como por exemplo aquela sinfonia de buzinas de carros ao fim da tarde; luminosa, pela enorme quantidade de postes espalhados pela cidade; e do ar, gerada por todo o monóxido de carbono emitido por automóveis e fábricas.

Cidades litorâneas são isentas desse caos maléfico à qualidade de vida. O silêncio à noite, o ar puro e o som do mar são alguns dos ingredientes para a tranquilidade de seus habitantes que, em certas épocas do ano, também podem ver um céu cheio de estrelas devido ao número reduzido de prédios e pouca necessidade de iluminação pública.

Uma sustentável vida em comunidade

Diferente de grandes centros, a vida litorânea inspira o contato e a aproximação. As pessoas são mais abertas aos encontros e à amizade, resultando em uma plena vida em comunidade.

Além disso, ao morar na praia cria-se um senso de sustentabilidade difícil de ser alcançado em uma metrópole. Isso se deve ao fato de que o constante contato com a natureza gera um sentimento de “proteção” com o espaço onde se vive. Por isso, não é raro ver um morador recolhendo latinhas na praia (geralmente deixadas por turistas) enquanto passeia.

Viver na praia pode ser mais econômico

Quem não abre mão da cidade grande e gosta de “descer” com a família de vez em quando acaba gastando bastante com hotel, pousada ou Airbnb. Isso sem contar os custos com o carro e as compras para o fim de semana.

O ato de simplesmente morar onde outros passam as férias reduz a zero esse tipo de gasto. A geladeira sempre está cheia, o carro está na garagem e não existe a necessidade de passar horas escolhendo o lugar ideal para abrigar toda a família durante um curto período de tempo. É só encher o cooler, colocar a roupa de banho e curtir a praia a hora que quiser!

Uma decisão totalmente benéfica para a saúde física e mental, morar na praia é ideal para quem quer e precisa viver melhor e por mais tempo ainda que as oportunidades profissionais e a variedade da rede de serviços seja menor. O mar compensa tudo!

Navegantes, localizada em Santa Catarina, possui uma praia de 12km de paisagens incríveis, águas claras e sem aglomeração, além de ser uma cidade em pleno desenvolvimento! #vempranavegantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *